Site que cria retratos de personagens da ficção

Um site na internet está publicando imagens de personagens famosos da ficção produzidas por um software da polícia para a construção de retrato falado.

O site , do escritor e artista Brian Joseph Davis, de Nova York, virou uma sensação na internet, atraindo mais de seis mil seguidores em apenas três dias no ar.

BBC Brasil "Madame Bovary, de Gustave Flaubert. Foto: cortesia de Brian Joseph Davis"

Os internautas podem sugerir personagens a serem recriados com o software policial.

Com ajuda da tecnologia, Brian Joseph Davis já desenhou os rostos tanto de personagens clássicos – por exemplo, Humbert Humbert de Lolita, do escritor Vladimir Nabokov, ou Emma Bovary, de Madame Bovary, de Gustave Flaubert – como protagonistas de obras mais recentes – como Lisbeth Salander, da trilogia Millennium, de Stieg Larsson.

Lisbeth Salander é descrita por Larsson como ‘uma pálida e magra jovem, com cabelo curto como um pavio, piercing no nariz e na sobrancelha. Ela tem uma tatuagem de uma vespa de uma polegada no seu pescoço, um arco tatuado no seu bíceps esquerdo e outro no seu tornozelo esquerdo’.

Críticas

Davis afirma que, além de sugestões, ele também recebe muitas críticas pelo seu trabalho.

‘Os leitores imaginam estes personagens a partir das versões cinematográficas das obras’, diz Davis. ‘Muitas pessoas reclamaram, por exemplo, que o meu Rochester [personagem do romance Jane Eyre, de Charlotte Brontë] não se parece com Michael Fassbender [ator que viveu Rochester na versão de 2011 para o cinema].’

No entanto, nem todos os personagens de ficção podem ser recriados.

"Humbert Humbert, personagem de Nabokov". Foto: cortesia de Brian Joseph Davis - BBC Brasil

Apesar dos apelos de internautas, Davis não conseguiu produzir imagens dos rostos de Holden Caulfield – o protagonista de O Atirador no Campo de Centeio, de J.D. Salinger – ou de Kilgore Trout – personagem recorrente na obra do americano Kurt Vonnegut.

Segundo Davis, não há descrições físicas suficientes dos personagens nos livros de Salinger e Vonnegut.

O escritor, que também edita uma revista literária, acredita que a internet pode ajudar a resgatar o interesse em literatura, ao oferecer novas formas de engajamento do público leitor com as obras.

‘A resposta das pessoas a esse projeto por parte de fãs em literatura prova, de certa forma, que as pessoas querem ter experiências em literatura de formas completamente novas, e que existem várias ferramentas para se fazer isso.’

 

 

Fonte: Livros e Pessoas e BBC Brasil

BBC Brasil – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s