3 dicas para equilibrar a vida pessoal e profissional

Raramente os homens são questionados sobre como conseguem balancear o papel de pais com suas vidas profissionais. Por outro lado, é comum que as mulheres sejam questionadas e examinadas no equilíbrio de seus papéis. É a forma como o mundo funciona e, no fim das contas, o papel da mãe é essencial na vida de qualquer um, mesmo que não seja biológica, mas representada por uma avó, tia ou amiga mais velha.

Se você representa essa papel na vida de alguém, principalmente crianças, e precisa de uma ajuda para conseguir equilibrar suas múltiplas funções, confira três dicas que irão auxiliá-la:

1) Não tente balancear seus papéis todos os dias
Shelly Sun, diretora da empresa Brighstar, explica: “em um determinado dia eu sou boa em um papel, ótima em outro e péssima no terceiro. Tento balancear ao longo do tempo”. Como Shelly disse, em um dia ela pode ser uma ótima diretora e não tão boa mãe, mas o reverso também acontece. Não se desespere com suas falhas. Independentemente se você trabalha fora o dia inteiro, apenas meio período ou direto de casa, você nunca será perfeita. Mães que não trabalham fora passam pela mesma situação todos os dias. Permita-se errar e aprenda com seus erros. Mais importante ainda, mostre a seus filhos que todo adulto é passível de erro e que, no futuro, eles passarão por circunstâncias similares. Não dê apenas exemplos de perfeição, mostre a eles que os erros também nos ensinam – e muito!

2) Distribua tarefas, divida o trabalho
Lisa Price, empresária, conta que, além de não tentar ser perfeita todos os dias, também não guarda todo o trabalho para si mesma. Se você tentar ser perfeita, não conseguirá progredir ou concluir nada satisfatoriamente, as coisas serão feitas pela metade. Seu negócio ou carreira não crescerá se você centralizar todas as tarefas em você mesma.

3) Adapte sua carreira e sua família
Mude a cultura de seu trabalho. Saiba que, como mãe, seus horários devem ser mais flexíveis e você deve estar mais acessível à comunicação. Um ano de licença maternidade, remunerado ou não, com filhos pequenos ou mais velhos, não prejudicará sua carreira, pelo contrário. Procure empregos que entendam essa posição e não se esqueça jamais que seu papel principal, independente de tudo, é o familiar.

Laurie Simon, fundadora da empresa Ombrella Consulting e ganhadora do prêmio norte-americano SBA National Woman in Business, desenvolveu sua empresa de forma que pudesse dar suporte a mulheres no ramo tecnológico. Ela percebeu que as profissionais estavam deixando o mercado de trabalho quando queriam constituir uma família ou desenvolver atividades fora do emprego. Como investimento, a empresa oferece seguro saúde para empregados de meio período e permite maior comunicação e flexibilidade.

 

Fonte: Universia Brasil

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s