Por que não sair da favela?

Alessandro Buzo lança Profissão MC, 10º livro da carreira, pela editora nVersos

Alessandro Buzo é conhecido nos subúrbios de São Paulo (e do Rio de Janeiro) há muitos anos. Organizador de festivais de hip-hop, escritor de renome na literatura marginal e diretor de cinema. Mas foi definitivamente abraçado além das fronteiras da periferia em 2009, com o filme “Profissão MC”, dirigido em parceria com Toni Nogueira.

Seu 10º livro, então, não poderia deixar de ser uma homenagem à sua carreira e ao longa, do qual emprestou o nome e que já apostava no

O livro “Profissão MC”

sucesso de crítica do rapper Criolo, muito antes do álbum “Nó na orelha”.

Em Profissão MC, lançado pela editora nVersos, o leitor vai acompanhar histórias inéditas que contam o que aconteceu na vida dos protagonistas Preto, Dan e Das Antigas antes do filme: a infância deles; como os três amigos foram morar no Itaim Paulista; como e por que foram parar na mesma favela e o início da amizade do trio?

Neste livro, os caminhos param o tempo todo em bifurcações, e exigem escolhas restritas pelo ambiente, mas fundamentais para definir a vida de quem mora às margens do sistema. Principalmente para Preto, que teve a opção de sair do Itaim e decidiu ficar. E mostra como começou o interesse dos amigos pelo hip-hop, uma das principais inspirações para quem vive em um lugar totalmente discriminado.

“Mas, mais do que isso, essas poderiam ser as histórias dos famosos ou dos anônimos do hip-hop, sejam eles do Itaim Paulista, sejam de qualquer outra quebrada brasileira”, afirma a jornalista e blogueira Jéssica Balbino.

Profissão MC começou a ser produzido, sob encomenda da editora nVersos, no dia 24 de dezembro de 2011. Exatamente no aniversário de 11 anos do primeiro livro do autor. Em 24/12/2000 Alessandro Buzo lançava O Trem – Baseado em fatos reais e “mudava o curso de sua vida”, segundo suas próprias palavras.

O amigo Criolo também participa dessa obra. A quarta-capa foi escrita por ele, que questiona: “E com o que se sonha quando não se dorme? Em si e no próprio umbigo, um barulho de vazio que ocupa não só barriga, mas também a alma”.

Sobre o autor

Alessandro Buzo chega aos 40 anos de vida em 2012 e este livro é o décimo de sua carreira. Organizou ainda seis coletâneas literárias. Dirigiu o filme Profissão MC (2009) com Toni Nogueira e este livro é inspirado nesse filme. Depois de três anos na TV Cultura, apresenta, desde setembro de 2011, um quadro semanal sobre cultura da periferia no SPTV 1ª edição, da Rede Globo. Buzo é um artista multimídia; com os pés no chão, sonha pra realizar seus projetos.

O décimo livro vem brindar sua boa fase e misturar no mesmo caldeirão cultural o hip-hop e a literatura marginal.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s