Jovens sírios constroem biblioteca subterrânea para salvar livros de ataques.

b9007160-72b1-11e5-8836-7519491e613e_bilb

Um grupo de jovens sírios construiu uma biblioteca embaixo da terra com a ideia de conservar os livros do domínio do Estado Islâmico, que tem destruído monumentos, bibliotecas e locais antigos em geral, desde que o iniciou sua ofensiva no país.

A ideia nasceu em 2012, quando jovens tiveram que abandonar seus estudos universitários por conta da guerra. Foi então que surgiu decidiram iniciar o processo de recuperar os livros que estavam embaixo dos escombros.

“Com outros jovens como eu, que tivemos que deixar os estudos, além de outros já graduados, tive a ideia de recuperar os livros que estavam por baixo dos escombros de casas demolidas. Preocupamo-nos em identificar em qual casa encontramos cada exemplar, já que pensamos em devolver os livros para seus donos no final dos conflitos. Também recuperamos livros que não se queimaram nas bibliotecas e livrarias da cidade. É a maneira que enxergamos de salvar nosso patrimônio cultural”, disse Abu Malek, um dos fundadores do espaço.

Pouco a pouco, o lugar concebido como uma ‘adega’ de livros foi se tornando em uma biblioteca pública que já conta com mais de 11 mil exemplares, além de um local de leitura para quem quiser desfrutar de algum texto. O espaço está localizado em um sótão na cidade de Daraya.

“Temos obras árabes e estrangeiras da literatura, filosofia, teologia. Também criamos um espaço para leitura e estudo com mesas e cadeiras no interior da biblioteca”, completou Malek.

O projeto não só promoveu a reativação de uma pequena parte da vida cultural da população síria afetada pela guerra, como também motivou jovens a enxergarem além dos conflitos.

“Encontrei um propósito na minha vida com a criação desta biblioteca. Não passo dias inteiros chateado e com medo de novos atentados. Agora eu aconselho os que vem até aqui pedir por livros e discutimos nossas leituras. Nosso próximo passo é completar a coleção de filmes documentais que podem ser vistos aqui. No entanto ainda falta verba”, confessou o jovem.

Fonte: http://goo.gl/si5lT8

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s